Páginas

sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

Campanha do Desarmamento

Com a participação de representantes da Polícia Rodoviária Federal, Polícia Militar, Guarda Municipal de Feira de Santana, Secretaria de Prevenção à Violência, religiosos e sociedade civil, o Movimento Internacional pela Paz e Não Violência (MovPaz) e o Gabinete de Gestão Integrada (GGIM) promoveram um ato público para consolidar o comprometimento das forças armadas e gestores com a Campanha do Desarmamento. A iniciativa aconteceu entre às 17 e 18 horas, no estacionamento em frente ao Paço Municipal Maria Quitéria.

A partir do hoje, segundo o coordenador do MovPaz, Clóvis Nunes, serão desenvolvidas uma série de ações para a intensificação da Campanha.

Dentre elas, a distribuição de mil exemplares do Estatuto do Desarmamento, veiculação da Campanha na mídia, envolvimento de escolas e faculdades na ação, qualificação dos policiais do programa Ronda nos Bairros, qualificação das Blitzes Policiais com uso de detectores de metais e promoção de palestras nas comunidades. As iniciativas vão contar também com o apoio do Governo do Estado e do Conselho Municipal de Segurança Pública.

Orisa Gomes
orisagomes@blogdafeira.com.br

2 comentários:

  1. Esta campanha é um passo importante apesar de não promover uma ação impactante sobre a violência em si, creio eu que a solução para a lastimavel situação que que chegou Feira de Santana se dará de forma muito mais complexa,os números de assassinatos cresce de forma absurda a cada ano sem nada ser feito, não só as autoridades constituidas mas nós enquanto sociedade temos nossa parcela de culpa, sociedade que se tranca nas suas casas, suas mansões, seus condomínios e dão as costas a miséria que está bem ali ao lado, trancam-se em suas "fortalezas" tendo a ilusória sensação de segurança nem que seja por alguns instantes mesmo sabendo que mais cedo ou mais tarde poderão encontrar-se com a miséria a que dera as costas em qualquer esquina. Não creio que exista formula mágica mas a vontade e união de todas as esferas da sociedade seria um bom começo, não posso deixar de destacar aqui o papel fundamental da familia pois uma base familiar sólida é um dos principais motivos que afastam as pessoas da criminalidade.
    Emfim a sociedade de Feira precisa lutar para que nossa Princesa do Sertão seja também a Princesa da PAZ.Mesmo que isso pareça uma utopia.
    O respeito ao próximo é a principal arma para essa mudança. Afinal.

    ARMAS NÃO MATAM PESSOAS.PESSOAS MATAM PESSOAS.

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir